Como evitar a desilusão?

Acho este tema muito sensível e ao mesmo tempo muito oportuno. Afinal de contas, quem nunca se sentiu desiludido em algum momento da vida? É triste mas é inevitável.

No processo de enfrentar as frustrações, grandes e pequenas, quer em tenra idade quer na idade adulta permite-nos colocar à prova as nossas habilidade de enfrentar as situações, e com isso desenvolvermos a capacidade de nos ajustarmos à realidade das situações.

Vou dar agora algumas dicas para conseguir dar a volta por cima:

  • Partilha tua desilusão. Vale a pena falar com um amigo ou um familiar sobre o que nos desiludiu. Isto vai ajudar a talvez vermos as coisas de uma forma diferente.
  • Pensa fora da caixa. Muitas das vezes as coisas acontecem na nossa vida sem sabermos porque aconteceu e um dia mais tarde até podemos vir a perceber. Se calhar aquela não era a melhor pessoa, se calhar há uma oportunidade melhor à nossa espera.
  • O lugar da outra pessoa. Por vezes a outra pessoa viu-se obrigada a tomar certa atitude. Se calhar ela estava a passar por um momento mais conturbado. Não digo que devemos arranjar uma justificação para a outra pessoa mas vale a pena tentar perceber porque é que determinada situação aconteceu.
  • Não ser duro demais. A raiva é um sentimento primário de reacção à dor. Ninguém gosta de se sentir magoado, no entanto devemos respeitar os nossos sentimentos sem nunca levar aos extremos.
  • Pôr os pontos nos i’s. Quando as coisas acalmarem até pode haver a oportunidade de falar com a outra pessoa e tentar clarificar a situação. Se calhar a outra pessoa nunca teve a intenção de vos magoar.